segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

SESSÃO NOVOS TALENTOS - LAÍS ÁLVARES

Olá visualizadores e visualizadoras!
Como anda tudo aí no Carnaval, hein? Espero que bem! :)

Antes de começar a postagem queria falar duas coisinhas:
Primeiro, gostaria de agradecer as inúmeras visualizações que vocês têm me proporcionado nas minhas loucuras que sempre coloco aqui. hehehehe Por que faz tempo que não tenho um número abaixo de 100 visualizações. Tudo graças aos meus queridos e queridas! <3
Segundo, queria mais uma vez, como das várias vezes aqui neste blog, me desculpar pelo atraso desta postagem, mas, aproveitando ao feriado prolongado do Carnaval, estou me empenhando no término da reescrita do Pequena Ajuda, livro que não está querendo me abandonar não. hahahaha
Após as considerações iniciais, vamos a postagem né?

Como vocês notaram, eu não fiz esta sessão em Janeiro, devido a indicação do livro "Aos Olhos de Zoe" (mês de março tem resenha! ^^) para E-book, por isso, depois de encontrar um grande talento, resolvi não deixar de divulga-lo, né?
Então vamos a ele?


O talento de hoje é Laís Álvares. A moça de apenas 18 anos, é natural de Pitangui, mas mora na cidade vizinha, Conceição do Pará-MG. Sobre a escrita, sua enorme paixão ela comenta: "Toda forma de manifestação de sentimento, o que chamam de arte , é o lugar no qual sempre me senti completa e realizada, fiz das palavras a maneira para me expressar ao mundo, pois se engolirmos muitas coisas, no fim, a gente se afoga. Através de textos, poesias e livros venho ganhando o meu lugar no mundo." Em seguida, a mineira defini seu outro amor, a fotografia: "hoje meu objetivo é poder dar as pessoas nem que por um segundo a sensação de felicidade em um segundo de vídeo ou de leitura ajudar as pessoas a encontrarem algum motivo para viver e ser feliz,"  Além dessas duas funções, a moça exerce trabalho voluntário no grupo Doutores palhaços de Pitangui, onde é chamada carinhosamente de Doutora Poetinha!
Apesar de ter 60 sites e blogs que vendem o seu primeiro livro, mais 10 publicações no jornal Estado de Minas, e outros jornais da região, participações em eventos literários, Laís nunca se esquece do amor imenso que seus leitores têm por ela, por isso, sempre busca trazer mais projetos literários para aqueles que a acompanham.

Redes sociais:
Facebook - facebook.com/LaisAlvaress
Instagram - @lais_alvares

 
E agora para vocês que querem saber o motivo de eu a ter escolhido para esta sessão, está aqui um texto que a mesma descreve o que é começar a crescer e suas nuances! Boa leitura caro amigo que me visualiza! :)

"Quando pensei num tema para o texto eu quebrei a cabeça e decidi falar algo que acredito que todo mundo passa: A fase de mudanças e com ela vem acompanhado todos os nossos receios.
Eu, sempre no início do ano fico nervosa, sempre fico um pouco melancólica e sempre abro aquela caixinha de lembranças e começo a reviver todos os momentos – bons ou ruins – que marcaram minha vida ou ao longo do ano que se passou, por que querendo ou não é o que vamos chamar de histórias. E sabe, é quando eu penso nisso tudo que eu queria ainda não ter crescido. Dias, como hoje, que a ingenuidade de acreditar que o mundo acaba logo ali depois da esquina me fez falta. Queria, mesmo que por um breve instante, sentir novamente o gosto de ser café-com-leite. Poder ter medo de ir sozinha na cozinha a noite ou de tirar a casquinha do machucado antes da hora. Queria voltar a ter certeza de que independente do que acontecesse, alguém viria me salvar. Só que a gente cresce um pouco e meio que automaticamente queremos o nosso espaço, “ser dono do próprio nariz”. Quer saber? Isso tudo para mim é um pouco solitário. Você tem amigos, sua família continua por perto, mas no final das contas a única pessoa que realmente estará ao seu lado para sempre é você e tudo aquilo que acredita e as causas pelo qual nós decidimos lutar. Mas, na maior parte do tempo, nós aceitamos ser moldados de acordo com o que a sociedade quer, e por não sabermos ainda o sentido da frase “Seja você mesmo”, que vamos aceitando aquilo que as pessoas ACHAM que devíamos ser, mas aí que as coisas começam a mudar, e mudam muito! Você na verdade nunca gostou de roupas cor de rosa, você sempre gostou do mais escuro, você na verdade não quer ser médica, você quer ser cineasta, você nunca gostou de matemática, você gosta mesmo é de literatura ou vice e versa, mas você começa a criar suas próprias opiniões e na maioria das vezes somos taxados como “rebeldes”, mas vou te contar o nome disso, é CRESCER! Crescer é quase como criar camadas. Inventar versões de nós mesmos para que acreditem que estamos prontos, quando na verdade na maior parte do tempo não fazemos a menor ideia do que está acontecendo. E isso acontece com todo mundo, não adianta negar. A realidade lá fora é assustadora e você precisa ser forte, e encarar tudo da melhor maneira possível. Mudar não é ruim. É difícil. Ter opções não é ruim. É mais complicado. O mais assustador de tudo é que o mundo, as pessoas, nunca vai esperar você se sentir preparado e adaptado as suas mudanças, aí você percebe que a maioria do seu trajeto você fará sozinho. Uma hora ou outra todo mundo tem que atravessar a rua sozinho, mas o que ninguém diz é que do outro lado, de mãos dadas com os nossos maiores sonhos, estão todas as responsabilidades. E olha é ótimo sonhar, mas uma vez que você decide ir, você não pode voltar atrás. Não porque não vão te aceitar, mas porque simplesmente você vai sentir que não pertence mais àquele lugar. E junto com toda essa bagagem, lógico que vai doer, por que quando você vai olhar muitas coisas já passaram e você não deu a mínima para aquilo, agora elas fazem sentido, muitos amigos tomaram outros rumos, alguns se foram, e no final dessa estrada, caro amigo, só resta você e seus sonhos e como acredito que tudo nessa vida tem um objetivo e um causa pelo qual essas coisas deveriam acontecer, eu queria te desejar coragem e muita luz para que nunca lhe faltem motivos para viver e causas pelas quais lutar e que no seu último segundo de vida você possa dizer “ Eu dei o meu melhor”."


terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

AVALIANDO COISAS - A CABANA - WILLIAM P. YOUNG

A Cabana
William P. Young
2008

SINOPSE: A filha mais nova de Mackenzie Allen Philip foi raptada durante as férias em família e há evidências de que ela foi brutalmente assassinada e abandonada numa cabana. Quatro anos mais tarde, Mack recebe uma nota suspeita, aparentemente vinda de Deus, convidando-o para voltar àquela cabana para passar o fim de semana. Ignorando alertas de que poderia ser uma cilada, ele segue numa tarde de inverno e volta a cenário de seu pior pesadelo. O que encontra lá muda sua vida para sempre. Num mundo em que religião parece tornar-se irrelevante, "A Cabana" invoca a pergunta: "Se Deus é tão poderoso e tão cheio de amor, por que não faz nada para amenizar a dor e o sofrimento do mundo?" As respostas encontradas por Mack surpreenderão você e, provavelmente, o transformarão tanto quanto ele.
OPINIÃO: Como havia mencionado na postagem de introdução das obras do DESAFIO LITERÁRIO, eu já havia lido na adolescência ‘A Cabana’ e naquela época se tornou para mim uma das melhores leituras de todos os tempos. Então resolvi me desafiar relendo-o. Também admito que esta decisão deve-se ao fato de que sua versão cinematográfica estreará este ano. Mas, diferentemente de ‘Ben-Hur’ onde tive uma experiência insatisfatória, neste best-seller tive uma leitura agradável e que me ensinou muito. Claro que tiveram alguns pontos negativos que você saberá durante esta resenha.
O livro começa com um prólogo que pode até considerar como um capítulo, pois apresenta todas as características de Mack – nossa personagem principal: sua vida, seus anseios, suas forma de falar, enfim, tudo para o leitor entendê-lo durante o enredo. Outra coisa que achei extremamente criativa é o autor colocar o narrador como personagem-coadjuvante e por seu apelido nele. Entretanto, quando Willie surge – a personagem em questão – ele não é passado para a 1ª pessoa, pelo contrário, continua na terceira. Como podemos ler no trecho a seguir: ”Uma batida na porta arrancou-o de sua concentração e ele viu que era Willie.” Apesar de ouvir algumas teorias que o narrador poderia ser outra pessoa, isso me frustrou muito.
Quando iniciei o primeiro capítulo, confesso que o achei extremamente arrastado que me deixou desanimado para termina-lo principalmente pelo vocabulário complicado e o excesso de detalhes. Em contrapartida, gostei muito que o autor usou o artifício da metáfora deixando objetos, como uma árvore e caixa de correios, inanimados. Mas, infelizmente isso não continuou no decorrer do livro.
A partir daí a narrativa começa e as descrições diminuem e se tornam necessárias, exceto a de locais onde o autor detalhou tanto que as colocou em números – outra coisa que me incomodou profundamente. Apesar disso, o enredo se torna instigador e o leitor se depara com uma história de um homem cheio de dor tentando a redenção.
Apesar de o livro ser de conceito cristão, o autor, de maneira excepcional, compara histórias nativas com as que aprendemos na Bíblia. Falando nisso, ele desmitifica o que nós imaginamos de Deus, Jesus, o Espírito Santo e outras coisas sobre os quais o LIVRO SAGRADO nos ensina.
Mesmo tendo pontos negativos que já citei o que mais me encantou em ‘A Cabana’ foi à mensagem. Claro que em sua maioria, é teológica, mas tem traços filosóficos, sociais e humanos, onde quem o lê aprende a como seguir sua vida diferente.
Respondendo a pergunta que fiz no post do Desafio Literário: sim, eu continuo amando este livro! S2

NOTA: 8,5


sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

ENTREVISTANDO - KATE WILLIANS

Olá visualizadores e visualizadoras!
Tudo bem com vocês?

Hoje nós estrearemos mais uma sessão aqui no blog: a ENTREVISTANDO. Onde eu - como o próprio nome diz - estarei entrevistando uma pessoa do meio literário. Mas antes de começarmos, vou explicar por que só agora iniciei esta sessão.
Desde o ano passado queria muito começa-la, mas não estava achando uma forma que diferenciasse dos outros blogs que também fazem entrevista. Então navegando pela internet, mais precisamente pelo instagram, achei o que queria. No instablog\bookstagram @eumeuslivrosevc li entrevistas com alguns autores e me encantei como a faziam, pois eles os mostravam por trás de suas obras: o lado humano deles, entendem? Por isso pedi permissão para o Nílton Alves - que mais uma vez agradeço - para utilizar isso aqui e cá nós estamos, né? :)

Para estrear esta sessão, eu não podia deixar de entrevistar a pessoa que mais apareceu aqui neste blog (quase 15 vezes), a escritora que consegue ter uma pluralidade de gêneros em suas obras e nunca decepcionar em nenhuma delas. Para você ter uma ideia, ela já escreveu uma incrível distopia, uma fofa fantasia, um suspense aventuresco com monstros, um conto de uma releitura com tons dark e um romance com anjos.
Colocando o lado formal de blogueiro\autora de lado, a escolhi por que é uma das minhas amigas mais queridas e amadas que a Literatura me deu e este fim-de-semana é aniversário dela (coincidência? #sqn hehehehe), então trate de dar parabéns pra ela, ok? kkkkkk
Sem mais delongas, com vocês, KATE WILLIANS!


Nome do autor (a) – Kate Willians

Data de Nascimento – 18/02/1995

Natural de – Lavras da Mangabeira - Ceará

Uma paixão – Ler, escrever e assistir séries

Comida preferida – Lasanha, frango cozido da minha mãe, bolo de aniversário e hambúrguer!

Um dia que não esquece – O dia em que estive na minha primeira bienal como autora!

Uma viagem que não sai da sua cabeça – Viagem que fiz à Amazônia em julho do ano passado.

Um lugar que sonha ir –  São Francisco, Califórnia! É o meu sonho ir pra lá e tirar foto na Golden Gate.

Uma cor que ama – Azul Tiffany.

Um filme inesquecível – Uma nova cinderela.

Um filme que você se arrependeu de pagar o ingresso – Esquadrão Suicida.

Uma música que sempre canta – Shape of you, Ed Sheeran. Aliás, todas do Ed Sheeran.

O que te fez começar a escrever? – Uma depressão enfrentada por mim na adolescência e a imensa necessidade de desabafar.

Um sonho que ainda não realizou – Viajar para São Francisco, casar, me formar na faculdade, tirar carteira de motorista... vixe, tem vários ainda!

Autores (as) que te inspiram – Igor Monteiro, Carina Rissi, Colleen Houck, Carol Camargo, Camila Pelegrini, Juliana Daglio, Carol Sabar, Carol Munhoz.

Um livro que ama – Como quase namorei Robert Pattinson, Carol Sabar.

Uma frase que leva sempre pra vida – “Nunca deixe o medo de errar, impedir que você jogue.” Vi no filme Uma nova cinderela quando era criança e nunca esqueci.

Um elogio ou uma atitude de um leitor que te deixou mais emocionada (o) – Quando eu estava triste e pensando em desistir da minha carreira e recebi uma cartinha linda de um leitor me incentivando a continuar e dizendo que eu fazia a diferença na vida dele!

Quando não está escrevendo gosta de fazer o quê? – Ler e assistir seriados!

Como você desenvolve seus personagens? Eles são baseados em pessoas a sua volta? – Na maioria das vezes sim, mas também já aconteceu de um personagem representar alguém que eu gostaria de ter ao meu lado.

Um recado para gosta e acompanha seu trabalho. – Obrigada por provarem todos os dias, que vale a pena seguir meu sonho. Vocês são responsáveis por cada uma das minhas conquistas, não desistam de mim nunca, por favor!


Obrigado Kate pela atenção comigo e os meus queridos visualizadores e visualizadoras deste blog. Sucesso sempre, querida! <3

Insta:@katewillians
Snapchat: kate.willians

         

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

INDICANDO - CANAL EVELYN TROVÃO

Fala visualizadores e visualizadores!
Aqui quem fala é o Guinho.
Prazer estarmos nós três: eu, você e eu.
Neste blog muito fofo!

Com esta entrada, hoje eu vou voltar as origens e indicar um Canal do Youtube. Antes que você pergunte do que se trata, vou confessar uma coisa: para ser sincero ele é bem contraditório. Vou explicar a minha opinião: o Canal homônimo de sua criadora foca na grande maioria em livros voltados para o gênero do terror e do suspense. Só para você ter uma ideia, já passaram por lá: "O EXORCISTA" de William Peter Blatty, "O COLECIONADOR DE OSSOS" de Jeffery Deaver, "OS HOMENS QUE NÃO AMAVAM AS MULHERES de Stieg Larsson... entre outros.  Obras que você, se for medroso como eu, vai não dormir à noite ou levará sustos durante a leitura.
"Mas Guinho se você não curte ler isso, por que está indicando?", sabia que uma pergunta iria chegar, hein? hahahaha
Vamos a resposta...
Apesar de focar diretamente nas "coisas estranhas" como a mesma sempre diz, Evelyn sabe também encantar os não-amantes desse gênero com o seu jeito espontâneo e engraçado na forma como leva os seus vídeos, principalmente nas Tags onde, para ser sincero, eu rio muito.
Mesmo sendo fã declarada de Stephen King, tendo até um canal que fala sobre ele - o Seven King - junto a seu amigo e parceiro literário, Bruno Luiz, A moça preza os autores nacionais e os amigos, tanto que nos seus UNBOXINGS age com carinho e respeito com os mesmos abrindo os envelopes dos livros ou presentes em seus vídeos. Ela também não deixa seus inscritos na mão, meio aos problemas pessoais, físicos e de vestimenta (ás vezes kkkkk) sempre explica o motivos de hiatos e nos atrasos das resenhas.
Falando nas resenhas, ou como ela nomeia: "RESENHA DE QUINTA" - nome extremamente criativo para mim -, a moça já antes de começar a falar sobre o livro em si, lê um trecho junto a um desfoque na cor do vídeo ajudando a dar um clima de "entrei na história". Depois de resenhados e muito bem, por sinal, com observações pertinentes e conclusivas em meio a toques de emoções e sinceros, ela avalia classificando com até 7 caveirinhas o livro em si.
Voltando a contradição no início do texto, a moça tem o seu lado fofo também tanto que, além de se apelidar de Lilica - famosa personagem do Looney Tunes - ao término do vídeo, faz Vlogs com sua afilhada Marise - grande estrela do Canal - como na vez que pintaram um livro de colorir no próprio quintal e foram ao Lançamento da grande autora infanto-juvenil Paula Pimenta.
Resumindo: o Canal Evelyn Trovão agrada Trevosos e Medrosos! <3 Para te ajudar a avaliar, deixei um vídeo de uma TAG: ROLETA RUSSA que a mesma fez! Assistam até o final por que eu participo e deixei um recadinho para vocês! ^^

  

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

MENSAGEM - ESCOLHAS

Olá visualizadores e visualizadoras!
Como vocês estão hein? :)

Hoje o papo é sério! Então prepara o lenço aí! rs

Fazia tempo que queria falar sobre este assunto: ESCOLHAS, porém eu não achava palavras certas ou um exemplo para ajudar em meus argumentos. Então encontrei este vídeo do Felipe Neto que, pela primeira vez, comenta algo que não envolva polêmica ou palavrões. rs (Estou deixando aqui embaixo para vocês darem uma conferida, se quiserem! ^^)
Durante os meus quase 30 anos, sempre priorizei escolher o que as pessoas queriam, principalmente, por medo. Medo de indivíduos autoritários ou sistemáticos. Medo de magoar pessoas a minha volta. Medo de não saber lidar com a rejeição ou a decepção. Enfim, o medo me envolvia e por isso, por muitos anos deixei minhas escolhas, planos e projetos de lado. Mas um dia, depois de uma longa crise de ansiedade e um tratamento psicológico intenso, disse para mim mesmo: "Continuo a mercê das pessoas ou começo a fazer a minhas escolhas?" Admito que foi tarde esta reflexão, mas está sendo a MELHOR coisa até o momento! :)
Por isso, eu digo: mesmo que você tenha n motivos para sentir medo, não deixe de escolher o que é melhor para você. O que te faz feliz ou o que te dá alegria ao abrir os olhos. ^^
É normal sentir medo. É humano pensar nas pessoas que você possa magoar com suas escolhas, mas é saudável você se amar primeiro! <3
Esta mensagem não é para forçar a ninguém a mudar, pois se você é feliz com suas escolhas, eu torço para que seja mais feliz ainda! :)
Tanto que deixo a sua escolha se você quiser ver o vídeo a seguir! <3

      

domingo, 5 de fevereiro de 2017

[TAG] LER É UM PRESENTE!

Olá visualizadores e visualizadores!
Tudo bem com vocês?

Hoje tem TAG!!!!!!! Aplausos! :)

Revirando a internet para encontrar um bom conteúdo, achei a Tag: "Ler é um Presente" criada genialmente pela Val Campos do blog Uma Pedra no Caminho pelo qual agradeço por ter me deixado fazer aqui. 
"Por que você resolveu fazer essa TAG?", como sempre, mais uma pergunta vindo dos meus queridos visualizadores, hein? hahahaha
Eu resolvi fazer essa TAG por que sou uma pessoa que ama ganhar livros e principalmente dar livros, meus amigos sabem muito bem disso, né? kkkkkkkk
Abaixo deixo as perguntas para quem quiser fazer e as minhas respostas a seguir! :)


As Perguntas


1. “É só uma lembrancinha…”
Um livro curto ou com menos de 100 páginas que tenha te encantado.

2.”Não precisava!”
Um livro que você amou ganhar de presente ou qual tipo de livro você mais gosta de ganhar.

3. A embalagem perfeita
Uma capa sensacional.

4. Presente dos deuses
Um livro que mudou sua vida.

5. Surpresa!
Um livro que você começou a ler sem muitas expectativas e te conquistou.

6. “É a sua cara!"
Uma narrativa ou personagem com os quais você se identifique.

7. Presente de grego
Um livro que não era nada do que você pensava e te decepcionou.

8. “mais afortunado é dar do que receber…”
Um livro especial que você deu de presente ou daria.

9. “Pode trocar, se precisar!”
Um livro que você começou a ler, mas teve de parar: não deu para continuar!

10. Ainda na wishlist…
Aproveite o momento para dar aquela dica do que quer ganhar! 😉
Porque livros são o melhor presente!

Minhas Respostas

1. “É só uma lembrancinha…”
UM ESTRANHO NO BAMBUZAL - MÉRCIA GAMA
Este livro de apenas 12 páginas me conquistou pela forma simples e pedagógica de contar a história de um dos personagens do Folclore Brasileiro.

2.”Não precisava!”
AS VANTAGENS DE SER INVISÍVEL – STEPHEN CHBOSKY
Me lembro que havia assistido o filme e me apaixonado, por isso precisava ler o livro. Então uma amiga, sabendo disso, me deu  e foi um dos melhores presentes do mundo.

3. A embalagem perfeita
DISTOPIA – KATE WILLIANS
Além da história maravilhosa, (tem resenha aqui! ^^) o livro tem essa capa linda toda metalizada e a diagramação divina. Me lembro que enquanto voltava do lançamento da autora, olhava essa capa meio abobalhado! hahahaha

4. Presente dos deuses
AS VANTAGENS DE SER INVISÍVEL – STEPHEN CHBOSKY
Olha quem voltou ai?! Esse livro mudou a minha vida por que quando passava por um problema de auto-aceitação, o li e ao ver que o personagem passava pelo mesmo, isso amenizou o que sentia e me fez coloca-lo no primeiro lugar do Top de meus livros preferidos. :)

5. Surpresa!
O MENINO DO PIJAMA LISTRADO - JOHN BOYNE
Infelizmente, eu assisti o filme antes do livro, então, por causa do spoiler, a expectativa estava baixíssima em lê-lo, mas depois de finaliza-lo, me encantei com sua forma amenizada de relatar os horrores de uma Alemanha nazista e ditatorial pelas vistas de um menino.

6. “É a sua cara!
O Lado Bom da Vida – Matthew Quick
Como em "O Menino do Pijama Listrado", eu vi o filme antes de ler esse livro, mas diferentemente a expectativa estava alta e conhecer Pat, apesar de acha-lo meio infantil às vezes, foi uma dádiva. Pois ele tinha sempre um objetivo: querer melhorar e focava todas as suas forças nisso. É uma coisa que sempre faço! :)

7. Presente de grego
A HOSPEDEIRA - STEPHENIE MEYER
Já estava sem ânimo por que se trata da autora da saga Crepúsculo, mas depois de ver o filme e adorar, meu ânimo voltou a crescer, porém, após os primeiros capítulos, ele diminuiu de novo, pois a narrativa é maçante e demora para chegar ao clímax.

8. “mais afortunado é dar do que receber…”
DOM CASMURRO – MACHADO DE ASSIS
Todo mundo sabe que um dos meus autores preferidos é Machado de Assis e quando uma amiga, a mesma que meu deu o "As Vantagens de Ser Invisível", me disse que nunca o tinha lido e que tinha vontade, fui eu lá presenteá-lá.

9. “Pode trocar, se precisar!”
QUERIDO JOHN - NICHOLAS SPARKS
Desculpa para quem ama, mas eu não aguentei termina-lo. No começo até que estava interessante os dois se conhecendo e tal. Porém quando o autor só focou no casal protagonista, esquecendo-se das outras personagens, minha paciência acabou e parei no 11ª capítulo. 

10. Ainda na wishlist…
Como eu sou uma pessoa pidona, vou pedir três livros, ia acrescentar uma HQ famosíssima do Batman: "A PIADA MORTAL", mas como só vale livros, vamos as minhas escolhas:
À ESPERA DE UM MILAGRE - STEPHEN KING
Eu já li metade de um livro do "titio" King: "O Iluminado", mas por causa da vida intensa de universitário não consegui termina-lo. Então a curiosidade de saber como é a sua escrita me instiga, porém como sou uma pessoa medrosa a terror e suspense, (hehehehe) vamos começar por um drama né? :)
  
O LAGO NEGRO - JULIANA DAGLIO
Além de adorar a pessoa da autora, eu queria conhecer as suas nuances como escritora, de saber como ela trata psicologicamente suas personagens. "Por que esse livro especificamente se a autora já publicou mais?" Por que eu vi sua resenha num blog e me encantei! <3

TRANSFORMADOS - JEAN DIAS
Esse foi um dos livros mais falados de 2016 em Blogs e Canais do Youtube, por isso a curiosidade de lê-lo aumentou cada vez mais. Cheguei até tentar ganha-lo num sorteio, mas o sorte deste que vos escreve é tão grande que acabei não ganhando. (kkkkkkkkk) 

Link do Blog Uma Pedra no Caminho:
https://1pedranocaminho.wordpress.com/

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

QUERO TER...

A face inversa do amor
(Rafaela Perensin Rabelo)
Ano: 2016 / Páginas: 171
Editora: BARTLEBEE EDITORA LTDA
Gênero: Romance / Suspense e Mistério

Sinopse: A única certeza que temos na vida é a existência da dúvida. A indagação que permeia nossa mente e nos faz proferir aquelas simples três letras, que juntas são capazes de induzir um complexo portfólio de sensações E se?.
A face inversa do amor é uma história se passa em Houston, uma cidade do Texas e retrata várias histórias interligadas por laços familiares, amorosos e profissionais, demonstrando o contraste entre atitudes pautadas pelo amor e pelo ódio.
Rejeição, segredos, amor e vingança são as chaves dessa trama que envolve Annie Macroff, uma jovem repleta de impressões e sensações que terá de pagar pelos erros de um passado que ela desconhece.
Conheça a história de alguém que se sentia ninguém e tente decifrar quem tem a razão nesse jogo de reversão de culpa.

A Sombra do Vento - O Cemitério dos Livros Esquecidos
(Carlos Ruiz Zafón)
Ano: 2007 / Páginas: 399
Editora: Suma de Letras
Gênero: Literatura Estrangeira / Ficção / Romance

Sinopse: Numa madrugada de 1945, em Barcelona, Daniel Sempere é levado por seu pai a um misterioso lugar no coração do centro histórico: o Cemitério dos Livros Esquecidos. Lá, o menino encontra A Sombra do Vento, livro maldito que mudará o rumo de sua vida e o arrastará para um labirinto de aventuras repleto de segredos e intrigas enterrados na alma obscura da cidade, A busca por pistas do desaparecido autor do livro que o fascina transformará Daniel em um homem ao iniciá-lo no mundo do amor, do sexo e da literatura.
Numa narrativa de ritmo eletrizante que mistura gêneros como o romance de aventuras de Alexandre Dumas, a novela gótica de Edgar Allan Poe e os folhetins amorosos de Victor Hugo, Carlos Ruiz Zafón mantém o leitor em estado de contínuo suspense. Ambientada na Espanha franquista da primeira metade do século XX, entre os últimos raios de luz do modernismo e as trevas do pós-guerra, A Sombra do Vento é uma obra sedutora, comovente e impossível de largar. Uma grandiosa homenagem ao poder místico dos livros.

 Com amor, Outono
(Babi Eschholz)
Ano: 2016 / Páginas: 274
Editora: Independente
Gênero: Romance

Sinopse: Você já teve um sonho tão intenso a ponto de acordar e não saber se aconteceu de verdade ou existiu somente por uma noite enquanto dormia? Um banco, um parque, uma música. Até onde as coincidências podem chegar? Nina e Lucas são mais que namorados. São cúmplices, amigos, amantes. Moram em Porto Alegre, a "Europa" do Brasil. A rotina ia muito bem até a chegada de uma amiga de infância de Lucas que o faz desejar estar sonhando para acordar deste pesadelo que foi perder a mulher que ama. Ele perdeu o amor, a vontade de ouvir música e de ir em seu lugar preferido.
Mas, e se a vida lhe desse uma segunda chance?

Eleanor & Park
(Rainbow Rowell)
Ano: 2014 / Páginas: 328
Editora: Novo Século
Gênero: Romance Infanto-Juvenil

Sinopse: Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.

Entre o Amor e o Silêncio
(Babi A. Sette)
Ano: 2014 / Páginas: 528
Editora: Talentos da Literatura Brasileira
Gênero: Literatura Brasileira

Sinopse: Francesca Wiggs sofreu uma grande decepção amorosa e, desde então, está decidida a não se relacionar mais. Além de se dedicar a escrever o seu livro, ela resolve preencher os dias com um trabalho voluntário – a leitura para pacientes em coma proporcionaria para ela a distância para problemas com o coração. No entanto, um grande imprevisto ocorre quando ela passa a se sentir atraída pelo paciente. Mitchell, descrito como um poderoso magnata, seria a antítese de tudo o que ela busca em um homem... se não estivesse em coma. Precisar de alguém inconsciente seria um absurdo, não seria? Amar uma pessoa que nunca responde parece loucura! Francesca já havia entendido e sentia-se quase segura diante disso. Mas, e se Mitchell acordasse? A aproximação desses personagens tão diferentes revela um romance encantador e divertido, repleto de reviravoltas. Entre a vida e a morte, a ilusão e a realidade, o amor pode ser realmente o milagre que faz tudo mudar?

Extraordinário
(R. J. Palacio)
Ano: 2013 / Páginas: 320
Editora: Intrínseca
Gênero: Ficção / Infantojuvenil / Literatura Estrangeira

Sinopse: O livro conta a história de Auggie, um menino que nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial. Em um manifesto em favor da gentileza, ele enfrenta uma missão nada fácil quando começa a frequentar a escola pela primeira vez: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

Fortaleza Negra - A Chegada da Nova Era
(Kel Costa)
Ano: 2016 / Páginas: 464
Editora: Ler Editorial
Gênero: Aventura / Fantasia / Ficção / Literatura Brasileira / Romance / Suspense e Mistério

Sinopse: Não tema! Não se entregue! Resista!
O que aconteceria se a humanidade ficasse no meio de uma guerra sem precedentes entre criaturas poderosas, de duas espécies predadoras e extremamente perigosas?
Em um mundo completamente diferente de tudo que conhecemos até então, começa a aventura de uma adolescente rebelde e atrevida, que enfrentará os mais temidos vampiros e seres mitológicos, para conquistar uma posição de respeito, graças à sua força e coragem.

Menina Má
(William March)
Ano: 2016 / Páginas: 272
Editora: DarkSide® Books
Gênero: Suspense e Mistério / Terror

Sinopse: Publicado originalmente em 1954, MENINA MÁ se transformou quase imediatamente em um estrondoso sucesso. Polêmico, violento, assustador eram alguns adjetivos comuns para descrever o último e mais conhecido romance de William March. Os críticos britânicos consideraram o livro apavorantemente bom. Ernest Hemingway se declarou um fã. Em menos de um ano, MENINA MÁ ganharia uma montagem nos palcos da Broadway e, em 1956, uma adaptação ao cinema indicada a quatro prêmios Oscar, incluindo o de melhor atriz para a menina Patty McComarck, que interpretou Rhoda Penmark.
Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também.

O Enigma de Shalkas - A Saga dos Escolhidos
(André C. S. dos Santos)
Ano: 2015 / Páginas: 436
Editora: Editora Arwen
Gênero: Infanto-juvenil / Fantasia / Suspense e Mistério / Romance

Sinopse: Noah, cuidado por seu misterioso avô, o importuna por anos para que ele conte algo sobre seu pai, Wood, que desapareceu e nunca teve a oportunidade de conhecê-lo. Pela insistência do jovem, o velho decide falar toda a verdade obscura que fez seu pai ser obrigado a fugir e abandoná-lo. Mas, o que ele não sabe, é que por trás de toda a história seu avô escondeu algo que fez ao pai de Noah e que nunca será perdoado, podendo acabar com as esperanças do jovem de um dia reencontrá-lo. A vida de Wood estava predestinada desde seu nascimento, mas seu passado e os motivos de sua vinda ao mundo, se tornou tão obscuras e repletas de mentiras, que agora busca a verdade sobre todo seu passado. Só então descobre um segredo capaz de mudar a vida de mais de 4 bilhões de pessoas, que o obrigou a desaparecer do mapa. Sua verdadeira história agora será revelada.

O Homem que Amava os Cachorros
(Leonardo Padura)
Ano: 2013 / Páginas: 592
Editora: Boitempo
Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira

Sinopse: Esta premiadíssima e audaciosa obra do cubano Leonardo Padura, traduzida para vários países (como Espanha, Cuba, Argentina, Portugal, França, Inglaterra e Alemanha), é e não é uma ficção. A história é narrada, no ano de 2004, pelo personagem Iván, um aspirante a escritor que atua como veterinário em Havana e, a partir de um encontro enigmático com um homem que passeava com seus cães, retoma os últimos anos da vida do revolucionário russo Leon Trotski, seu assassinato e a história de seu algoz, o catalão Ramón Mercader, voluntário das Brigadas Internacionais da Guerra Civil Espanhola e encarregado de executá-lo.
Esse ser obscuro, que Iván passa a denominar “o homem que amava os cachorros”, confia a ele histórias sobre Mercader, um amigo bastante próximo, de quem conhece detalhes íntimos. Diante das descobertas, o narrador reconstrói a trajetória de Liev Davidovitch Bronstein, mais conhecido como Trotski, teórico russo e comandante do Exército Vermelho durante a Revolução de Outubro, exilado por Joseph Stalin após este assumir o controle do Partido Comunista e da URSS, e a de Ramón Mercader, o homem que empunhou a picareta que o matou, um personagem sem voz na história e que recebeu, como militante comunista, uma única tarefa: eliminar Trotski. São descritas sua adesão ao Partido Comunista espanhol, o treinamento em Moscou, a mudança de identidade e os artifícios para ser aceito na intimidade do líder soviético, numa série de revelações que preenchem uma história pouco conhecida e coberta, ao longo dos anos, por inúmeras mistificações.
As duas trajetórias ganham sentido pleno quando Iván projeta sobre elas sua própria experiência na Cuba moderna, seu desenvolvimento intelectual e seu relacionamento com “o homem que amava os cachorros”. A narrativa das histórias entrelaçadas dá o ritmo a uma leitura tensa, influenciada pela experiência de Padura na literatura policial, sob a sombra do final trágico que se aproxima a cada página. “Mesmo para quem não se interessa pelos fatos históricos subjacentes à narrativa de Padura, seu romance impele o leitor a uma tensão permanente em torno dos preparativos para a realização de um crime de repercussões mundiais”, afirma Frei Betto na orelha do livro.