sexta-feira, 30 de setembro de 2016

QUERO TER...

A Garota de Treze
(Lilian Reis)
Ano: 2016 / Páginas: 220
Editora: Mundo Uno
Gênero: Chick-lit / Infantojuvenil / Romance


Sinopse: Oi, meu nome é Luce. Odeio ter treze anos, ser chamada de pirralha e não ser popular, mas, Acima De Tudo, odeio nunca ter sido beijada! Só tenho uma amiga de verdade, a Rafa, e um amigo apaixonado que tenta de todas as formas chamar minha atenção, o Bruno. Ele é pra lá de fofo, mas não gosto de garotos tão novos, entende? Minha vida sem graça começou a mudar quando botei os olhos no vocalista de uma nova banda. Nossa. Que gato! Eu já queria fazer aulas de violão, mas, depois que ouvi o carinha, decidi me matricular. Quase caí dura quando descobri que ele era o professor! Pelamordideus! Além de atencioso, paciente e lindo, tocava MUITO! Fiquei maluca por ele, tão maluca que decidi trapacear. Eu só não imaginava que as consequências seriam tão desastrosas!

Aos Olhos de Zoe
(Camila Pelegrini)
Ano: 2016 / Páginas: 392
Editora: Coerência
Gênero: Romance

Sinopse: O que você acha que seu cachorro diria sobre a sua vida? Como ele contaria sua história?
Bem, a sua eu não sei, mas a de Melissa, Zoe revelou perfeitamente.
Após ser resgatada da rua, a cachorrinha mais sábia de todos os tempos acompanha a trajetória de sua nova família, relatando a história do fim de um amor e do começo de outro, apontando suas dúvidas sobre os erros humanos e fazendo das menores coisas do dia a dia a sua felicidade infinita.

As Faces da Luz
Trilogia Arcantatys
(Tatiane Durães)
Ano: 2014 / Páginas: 452
Editora: Independente
Gênero: Fantasia

Sinopse: Ao ser forçada a atravessar um portal por um imenso lobo, Tayara se depara com um mundo que jamais imaginara, e elfos e bruxas passam a fazer parte de sua realidade. Mas o que ela não sabe é que seu destino fora traçado muito antes de seu nascimento.
Agora ela terá que escolher entre a razão e o coração, pois ao se apaixonar por um elfo, descobre que uma forte maldição a prende a ele.
Uma aventura repleta de magia e descobertas, se inicia.

Hunter
(Caçadores de Santa Fé #1)
O caçador de monstros
(Kate Willians)
Ano: 2016 / Páginas: 286
Editora: Coerência
Gênero: Fantasia / Ficção / Suspense e Mistério / Terror

Sinopse: Não existem heróis, tampouco vilões.
Por trás de atos raivosos e atrocidades tenebrosas, há sempre uma verdade triste. Ninguém consegue mascarar a maldade que há dentro de si, por muito tempo. Hunter, O caçador de monstros, conta a história de Nicholas Blanco - um adolescente comum, com objetivos comuns e aparência mais comum ainda - que se depara com uma verdade surpreendente sobre seu passado e a confirmação que pode ser e fazer muito mais do que o que sempre imaginou para o seu futuro. Conta também a história de Ramon Blake, um jovem caçador no passado, que teve o amor de sua vida brutalmente arrancado de si e se deixou dominar pela dor e pelo ódio. Essa é uma história sobre caçadores que descobrem ser tão ou mais horríveis que as próprias criaturas que caçam.

Pelo tempo que for
(Rafaela Alves)
Ano: 2015 / Páginas: 348
Editora: Angel
Gênero: Romance

Sinopse: E se a sua vida mudasse devido a uma perda? Em um momento está tudo bem, e no outro... Laura teve sua vida mudada completamente após presenciar o acidente que levou a vida de seu pai. E desde então, enfrenta problemas, como a depressão. Passa a fechar-se para qualquer pessoa que apareça em sua vida. Mas, sempre continua seguindo em frente, por causa de sua mãe...

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

SESSÃO NOVOS TALENTOS - JHEINIS DUARTE

Olá pessoal!
Como vocês estão? 
O mês está acabando e até aqui, vocês tem sido uns queridos comigo! Me dando visualizações e algumas pessoas me seguindo! - coisa que sempre busquei. Mas o que não poderia faltar para que Setembro se finalize é a SESSÃO que todos adoram e que, sinceramente eu também, a NOVOS TALENTOS. 
Hoje a escolhida da vez é Jheinis Duarte. Ela tem 22 anos e é da Praia Grande-SP. Jhe, como gosta de ser chamada, estuda Odontologia em período integral e o principal, ama ler de tudo. Tanto que ela diz: "Gosto de ler tudo mesmo, não tenho um gênero preferido. Tem livros que prendem mais a minha atenção do que outros, no caso esse seria uma estória bem planejada onde o final é imprevisível...Não sei bem colocar em palavras o que quero dizer, mas gosto de ler algo que no final eu pense, uau como esse cara escreveu isso."
Na hora de escrever isso também ocorre, pois Jhe não tem um estilo que tenha mais facilidade. À seguir, ela nos conta como é o seu processo de escrita: "Eu gosto de escrever coisas que sinto, muitas vezes algo que eu gostaria de dizer a alguém mas guardo pra mim, gosto de escrever distopias, vivo criando um mundo ideal ou pelo menos melhor para as pessoas na minha cabeça..."
Bom, eu já falei demais, agora a compreensão humana na poesia de Jheinis Duarte!!!!

A gente sempre acha que tudo é simples
Até que o simples venha arder em nós
Palavras machucam pessoas
Por isso muitos vivem a sós

Cada um tem um jeito de ser
Um jeito de amar, um jeito de ver
Mas tem gente que não sabe viver
Maltrata pessoas e deixa o ódio crescer

Tem pessoas que leem sobre o amor
mas as palavras não saem do papel
por que seu coração é vazio
e suas palavras extintas de mel

Tem gente que ama demais
Tem gente que finge amar
Outros desesperados
Que ao menos sabem sonhar.

Magoada com o ser humano
Eu desabafo aqui
Estou vivendo meus sonhos
Não tente me impedir.

E aos que cultivam amor
Eu também quero escrever
Vocês serão sempre amados
Nunca terão nada a perder.



sábado, 24 de setembro de 2016

MENSAGEM - APRENDI COM DEUS

Olá pessoal que acompanha este blog!
Tudo bem?

Hoje a postagem é mais séria! Então, me desculpem, mas nada das típicas piadas que faço habitualmente.

Tem momentos na vida que você se sente DESNECESSÁRIO para o mundo, parece que tudo que fez não valeu à pena. Acha que TODAS as pessoas não gostam de você e tudo que fala pode desagrada-las a não querer ficar perto. Parece que aquela CONFIANÇA e AMOR que tinha pelos seres humanos acaba e com isso, a decepção e a frustração vem à tona.
"Por que você está dizendo isso na introdução, caro Guinho?", você me pergunta.
Amigo que me lê, ultimamente passo por um momento assim, talvez meus pensamentos devam estar equivocados por conta da ansiedade - já citada aqui anteriormente em outro post! - e que existam sim queridos que gostem de mim e o que faço ou falo. Mas, infelizmente, o desânimo chegou e ele tem me assolado nas últimas semanas, admito.
Se você passa por um momento assim, como o meu, hoje venho postar uma mensagem que uma amiga me repassou esta semana através do Whatszapp e também aproveitar a campanha #setembroamarelo nas redes sociais.

SINTA-SE ACOLHIDO, MEU AMIGO! :)

*Aprendi com Deus* que ventos fortes nos fazem atravessar desertos como sementes e voltamos como flores.
*Aprendi com Deus* que palavras voam feito pássaros, mas atitudes silenciosas são como árvores, que se fincam no chão, criam raízes e dão frutos.
*Aprendi com Deus* que até o céu tem seu tempo de azul e de cinza, de nuvens e de sol, de luz e de escuridão, mas que tudo acontece no seu tempo.
*Aprendi com Deus* que acordamos todas as manhãs por que Ele é quem nos desperta para novas batalhas, novas vitórias, novas vivências.
*Aprendi com Deus* que nada é por acaso, que para tudo e todos existe uma resposta e que com paciência tudo se encaixa no seu devido lugar.
*Aprendi com Deus,* que não existe sorte, existe bênçãos, que somos frutos de um Amor sem igual e sem limites, e que a Fé nos faz abençoados todos os dias pelo zelo e misericórdia de Deus.
(Autor Desconhecido)


       

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

INDICANDO - CANAL HORA DO JOTA

"E aí, visualizadores deste blog do Brasil e do mundo? Animados para mais uma postagem?"

Primeiramente, gostaria de pedir desculpas pela demora de postar algo novo aqui. Como vocês sabem, - se eu não tivesse dito isso? hehehe - o Laços de Casamento fez um ano hoje e por causa disso, o tempo não foi muito meu amigo nesta semana.

"Guinho, por que você usou esta frase para nos saudar ao invés da saudação habitual?", esta pergunta deve estar na mente de vocês neste momento. Bom, esta saudação eu parafraseei de um canal que vou indicar hoje.
Como o título da postagem diz, a indicação de hoje é o HORA DO JOTA do meu amigo José Sipriani. Admito que é o canal onde eu mais dou risada. "Então é um canal de comédia de um cara que faz stand-up?" Não, meu caro amigo que me visualiza. Por incrível que pareça é um canal que boa parte do seu conteúdo é literário.
Acho que um dos pontos mais positivos é a sua INOVAÇÃO. Sipriani, a todo instante, tenta diferenciar canais que estão por aí vagando pelo Youtube. Além das resenhas que o mesmo faz com brilhantismo e extrema sinceridade, porém respeitando o autor que confia nele, tem  as TAGs. É nesse ponto que ele muda e é onde eu mais rio, pois fazendo a maioria delas com sua namorada e parceira Kathryn - já citada aqui duas vezes e que apresentou a resenha do livro deste que vos escreve no canal - o vídeo fica extremamente espontâneo e por isso, bem hilário. Outra coisa que Sipriani faz e que admiro é a INTERAÇÃO com o seu público, pois ele pede ideias ou a participação dos seus inscritos para o próximo vídeo. 
Então você que quer ver coisa nova em um canal literário, faz uma coisa: entra lá, assiste o vídeo, dá um joinha maneiro e se inscreve! Para mostrar o que estou falando, deixo aqui um vídeo de uma TAG que o Jota fez com sua namorada e que está hilário! Garanto muitas risadas! hehehehehe

   

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

TAG - PERGUNTE E EU RESPONDO?

Olá pessoas!
Como vocês estão?

Primeiramente, por conta das duas postagens não tiveram os meus comentários iniciais, eu quero agradecer mais uma vez a meus queridos visualizadores que acompanham este singelo blog pelo grande número de views que me proporcionaram desde a minha volta. Obrigado gente! S2
Bom, como sempre digo: VAMOS AOS NEGÓCIOS!!! hahaha
Daqui há uma semana ou no calendário dia 23/09, para quem não sabe, meu livro LAÇOS DE CASAMENTO faz um ano!!!! Sim, o tempo passa, meu querido que me lê! E aquele filho "rosinha" que só me trouxe alegrias está ficando velhinho! hehehehe Por isso, para comemorar, pedi no Facebook que vocês me mandassem perguntas sobre mim, no caso o autor do livro. Falando nisso, queria agradecer demais quem mandou as perguntas e também quem curtiu as duas postagens que fiz, mostra que aceitou a loucura desse que vos escreve.
Bem, vamos as perguntas de vocês e as minhas respostas:

Rennan Andrade: Vai ter uma sequência para “Laços de Casamento”?
Olha Rennan, sim terá. Mas não será uma sequência convencional, eu estava pensando num prequel, explicando o porquê do Eduardo ter depressão, usar roupa preta e a franja – coisas não muito bem detalhadas no Laços de Casamento.

Kathryn Barbosa: Quando sai o “Pequena Ajuda”?
Kathryn, admito que o “Pequena Ajuda” está dando um trabalho danado para mim tanto fisicamente, como psicologicamente, mas prometo que estou me empenhando muito a termina-lo. Quero muito finaliza-lo até o término desse ano, mas quanto à publicação, acredito que só ano que vem mesmo. Pela tradição, eu lanço livros a cada dois anos. hehehehe

Aline Rosa: Pretende começar outra historia nova depois de Pequena Ajuda?
Pretendo e já comecei faz dois anos: “Você me Perdoa?”, que está no Wattpad (https://www.wattpad.com/240494092-voc%C3%AA-me-perdoa-o-garoto-que-se-tornou-homem), anteriormente tive a ideia de um faroeste-policial, porém, como os romances não saem de minha cabeça, vem outro aí. kkkkk

Aline Belloni: O que o "Laços de Casamento" representa na sua vida?
O “Laços de Casamento” representa o começo de tudo, o início de uma carreira que, para minha surpresa, tem me encantado muito. Através desse livro, conheci um mundo no qual pertenço e que sim, existem pessoas maravilhosas.

Qual é o seu maior sonho no momento?
Já realizei muitos sonhos somente neste ano, como um que realizei recentemente: conhecer a Bienal de SP, mas o que mais anseio agora é ter marcadores para o “Laços de Casamento” e finalizar o “Pequena Ajuda”.

Cite 5 coisas que vierem a sua mente agora. Pode ser qualquer coisa mesmo. Aleatoriamente.
Responder as perguntas; Ler o livro da Rafaela Alves; Me preocupar com os amigos; Dar aula na segunda (respondi essas questões num sábado no começo do mês) e escrever o “Pequena Ajuda”.

Onde você busca suas inspirações?
Geralmente busco nos filmes, por que sou totalmente cinéfilo e assisto dezenas de trailers de filmes no YouTube. Porém, de onde mais tiro inspirações é na minha vida, tanto que os dois personagens que escrevi são baseados em situações que passei.

Tem caçado Pokémon? Se sim, já pegou quantos?
Eu sempre fui Hipster (expressão para quem não segue a tendência de todo mundo), então não ando caçando Pokémons. Outro motivo é que meu celular não comporta um espaço suficiente para o jogo. kkkkkk  Mas só para constar, eu gostava do desenho, viu? J

O que você acha do aumento do preço em relação aos "materiais impressos" nos correios?
Apesar de saber que com a crise tudo aumenta nesse país. Acho chato e desumano para as pessoas que já pagam um valor que, diga de passagem, já é um pouco alto pelo seu livro e terem ainda que pagar também um frete caro? Isso dificulta ainda mais uma causa que luto sempre: a constante leitura de nacionais.

Já sofreu algum tipo de preconceito?
Sim, quando estava com depressão, fui chamado de VAGABUNDO por um familiar, mas acredito que isso, seja por conta da falta de conhecimento que a pessoa tenha sobre o assunto. Infelizmente as pessoas tendem a julgar as coisas sem conhecê-las.

Antes de começar a escrever, se imaginou escritor? Ou isso sempre esteve enraizado em você?
Acho que o “ser escritor” nunca está enraizado em você, exceto, acredito eu, se tiver alguém que escreve na família, sempre você se torna um autor por algum motivo específico ou por alguma força do destino.

Biscoito ou bolacha?
Depende do estado que esteja. Não quero levar uma bolacha na cara. Você quer? Kkkkkkk

Franciele Dias: Você já sente realizado o suficiente por já estar na marca de dois livros?
É típico do ser humano não estar suficiente realizado, sempre queremos mais! E é o meu caso! Quero que as pessoas tenham mais livros criados por mim e o adorem ou não, como acontece com o “Laços de Casamento”.

Luene Langhammer Alves: Prefere escrever em qual período do dia? Segue algum ritual? Gosta de ler com música ou sem? XD
Oi Luene. Aliás, obrigado por me perguntar, adoro você! S2 Eu gosto de escrever à noite mais para perto da madrugada, por que o silêncio que ela proporciona me dá muita inspiração. Meu ritual é sempre escrever uma parte e corrigi-la logo em seguida, tudo isso por conta do meu excessivo perfeccionismo. Para escrever gosto de música, mas para ler prefiro o silêncio por que além de lento, sou bem desatento.

Ingryd Novais: Quais suas metas para 2017? Em relação aos seus livros.
Eu, ultimamente, não ando planejando nada da minha vida. Sempre “deixo na mão de Deus”, como eu regularmente digo. Mas em relação aos livros, quero lançar o “PEQUENA AJUDA”, continuar postando o “VOCÊ ME PERDOA?” no Wattpad e começar o livro novo.

Éven Saraiva: Qual seu livro preferido?
Memórias Póstumas de Brás Cubas – Machado de Assis

Você se vê escrevendo outros gêneros como terror e suspense?
Não, apesar de ser convidado para algumas antologias desse gênero. Eu me vejo escrevendo romances policiais – do qual mais gosto como leitor – e por incrível que pareça, distopias.

Gostaria que seus livros virassem filmes?
Nossa! Seria um sonho, como cinéfilo que sou.

Qual seu filme preferido?
À Procura da Felicidade com Will Smith

Qual é o seu autor preferido?
Dan Brown, apesar de ler poucos livros dele.

Já pensou em escrever algum livro em conjunto com outros escritores?
Sim, eu já convidei duas pessoas para escrever comigo, mas por conta da falta de tempo de ambas, a ideia não teve continuidade.

A algo em "Laços de casamento" que você mudaria hoje?
Mesmo de não gostar disso, colocaria mais detalhes, principalmente em alguns personagens principais como no Eduardo e a Bella.

Se não fosse escritor que profissão escolheria?
Jornalista de redação. Não me vejo em uma profissão que não tenha a escrita como trabalho primordial.

José Sipriani: O que não pode faltar para seu dia ser completo?
Escrever, ler ou algo que envolva literatura, mas também não deixo de falar no grupo do Whatszapp: “Família da Kate”, adoro todos eles!! São uns queridos! S2

Lourdes Silva Rosa: Quando você não esta escrevendo, qual o seu momento preferido e por quê?
Eu escrevo todo o tempo, então fica difícil definir um momento, mas é quando estou palestrando numa escola ou viajando em uma feira de livros. É um momento mágico e incrível.

Entre “Laços de Casamento” - seu livro – e você com relação ao casamento em si, o que muda?
Acho que nada, eu continuo achando casamentos demorados e chatos. kkkkkkk

O que significa em sua vida a profissão que escolheu e se nela você conseguiu ou almeja conseguir mais alegrias e felicidade com ela, por quê?
A minha profissão significa tudo que eu sei fazer, o que respiro todos os dias, o que mais amo fazer e que pretendo ajudar pessoas a sentirem essa sensação. Enfim, escrever é a minha vida! S2

Camila Pelegrini: Qual a melhor parte de viver no meio literário?
Bom, Camila... a propósito, obrigado por perguntar, querida! S2... a melhor parte é sentir o carinho que as pessoas tem por sua obra. Acho que quando recebe um elogio dizendo que seu livro proporcionou uma emoção em alguém, você pode ter tido um dia péssimo que tudo melhora. Outra coisa é conhecer as pessoas que vivem desse mundo e eu, graças a DEUS, conheci gente maravilhosa e muito talentosa.

Kate Willians: Qual a maior dificuldade que você enfrentou no meio literário?
Antes... obrigado amiga por perguntar! S2 Olha Kate, para mim, a maior dificuldade foi a venda pessoalmente. Sempre fui um indivíduo muito tímido e reservado, por isso geralmente era difícil eu chegar às pessoas para vender algo. Mas com o tempo e com ajuda das palestras, estou aprendendo a mudar esse meu jeito de agir.


sábado, 10 de setembro de 2016

AVALIANDO COISAS - BEN-HUR, UM CONTO SOBRE CRISTO - LEW WALLACE

Ben-Hur, Um conto sobre o Cristo
Lew Wallace
1880
SINOPSE: O ano é 4 a.C. Nascem na Judeia Jesus Cristo e Judah Ben-Hur. Duas vidas que se cruzarão em raros, mas significativos momentos nessa emocionante narrativa de Lew Wallace.
Judah, nascido judeu, após cativeiro e escravidão, é adotado por um nobre romano. Dez anos mais tarde, retorna à Judeia como romano e renomado condutor de bigas de corrida. Reencontra seu amigo de infância, Messala, agora inimigo, como um oficial do exército romano que ocupa sua terra natal.
Com astúcia e criatividade, Lew Wallace faz o clima do romance aquecer. Inveja, amor e traição suscitam nossas emoções numa trama que surpreende a cada página.
A corrida de bigas é o anticlímax, quando comparada ao surpreendente final!
OPINIÃO: “Se você tem uma afeição pela Bíblia vai gostar desse livro!”
É com essa frase que começo minha resenha, mas vamos chegar nessa parte ainda. Esperem um pouco, caro amigo que me visualiza!
Acho que os dois capítulos iniciais foram uma ideia genial do autor, por que narram o nascimento de Jesus Cristo através da visão dos três reis magos e o detalham bastante esses personagens coadjuvantes. Em seguida, entramos na vida de Ben-Hur – o protagonista – e a narrativa vai sendo desenvolvida através das desventuras dele: o plano de vingança contra o amigo que o traíra, o enriquecimento do mesmo e a procura árdua de sua mãe e irmã presas injustamente. Até aí, tudo bem! O leitor vai se instigando em saber o que acontecerá e torcendo para que Judah realize seu plano, mas depois de tudo realizado, a história volta para o ponto de Jesus Cristo e aí que vem a explicação da frase inicial. Acredito que a volta de Jesus Cristo – um personagem histórico da cultura judaico-cristã – desfocou totalmente a história e colocou de lado, um enredo muito bem trabalhado, transformando a narrativa num livro do Velho Testamento Bíblico.
Outra coisa que não facilitou foi a forma colocada das palavras que, na minha opinião, foram colocadas de forma errônea no término do livro, dificultando a compressão daquele leitor mais desatento. Apesar desse erro, gostei bastante da adaptação ilustrativa do livro que ajudarão na compreensão de como eram os indivíduos daquela época.
Mesmo tendo essas ressalvas e os personagens sendo clichês: o mocinho guerreiro, o vilão ardiloso, a mocinha graciosa, a vilã sensual... enfim típicas de uma telenovela – a obra vale a pena ser conferida.

NOTA: 7,0 

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

QUERO TER...


A Luz de Cada Mundo
(Rennan Andrade)
Ano: 2015 / Páginas: 385
Editora: Independente
Gênero: Ficção / Romance / Aventura / Fantasia / Drama

Sinopse: O livro, com os temas fantasia, drama, romance e ação, conta a história de Ryze Hope, um garoto de 16 anos sem muitas expectativas que logo descobre ser dono do dom da magia. No entanto, seus poderes só funcionam quando tem seu colar (que usa desde o nascimento) pendurado no pescoço, e também, quando está junto a Chloe Lights, uma garota extremamente patricinha.

Juntos, eles vão atrás de seu passado e descobrem serem os escolhidos para continuar uma tradição que já dura séculos, e para isso, eles precisarão viajar por mundos desconhecidos, matando os representantes do imperador da magia negra, Ronan, e restaurando a fé dos mundos, assim como dos seus representantes da luz.


A Máscara do Rei
(Francine Cândido)
Ano: 2016 / Páginas: 227
Editora: Arwen
Gênero: Fantasia / Romance

Sinopse: Um país talhado à espada chega ao ápice de uma guerra dinástica. Dois reinos disputam pelo controle da cidade sagrada, mas sua sede por poder levará todos à descobrir que o caminho é mais obscuro do que se imaginava. Da guerra se construiu um império, das cinzas e do sangue se forjou um rei. Na teia da mortalidade, jogar é a única forma de sobreviver, pois nem todas as peças permanecem inteiras no fim.
Um rei que não quer guerra, mas tem de ir para ela. Um rei que quer destruir todos os seus inimigos, por pura glória e rancor. Um príncipe que precisa lutar pela sobrevivência.


As GRANDES Aventuras de Daniella
(L. L. Alves)
Ano: 2016 / Páginas: 242
Editora: Arwen
Gênero: Romance

Sinopse: Bom, o que eu tenho a dizer sobre esta história maluca que estou prestes a contar? É simples: vocês não vão acreditar. Sério mesmo. Vai parecer loucura, com minha boca suja, dois pés esquerdos, noites inusitadas e quilinhos a mais (muito mais, mas não vamos entrar em detalhes...). Mas vou fazer o quê? É a verdade. E eu vou contar para vocês porque... Sei lá. Na verdade, eu nem devia estar contando, alguns de vocês vão se chocar.
Ainda está aqui? Bom, o risco é todo seu. Prepare-se.


Até Eu Te Possuir
(Soraya Abuchaim)
Ano: 2016 / Páginas: 284
Editora: Ella
Gênero: Crime / Suspense e Mistério

Sinopse: Johanna Dorne é uma mulher que perdeu todas as pessoas que amou. As tragédias de sua vida começaram com um acontecimento marcante quando ela tinha 13 anos.
Três décadas depois, ela se transformou em uma mulher solitária, confusa e inclinada à autocomiseração, que não consegue manter contato social com ninguém. Até conhecer Michel Brum, um homem charmoso e misterioso que a resgata de sua vida patética, devolvendo-lhe a felicidade há tanto tempo perdida. Só que Michel acaba mostrando que não é tão perfeito assim, e um segredo mortal jogará Johanna novamente em um abismo.


Uma Canção para a Libélula
Parte I
(Juliana Daglio)
Ano: 2015 / Páginas: 180
Idioma: português
Editora: Editora Arwen
Gênero: Drama / Romance

Sinopse: Era uma comum primavera numa fazenda qualquer, mas um encontro inusitado aconteceu: a Menina e a Libélula se viram pela primeira vez. Assombrada por um medo irracional da Morte, a Menina é marcada por esse encontro para o resto de sua vida. Compõe então uma canção em seu piano, homenageando a misteriosa libélula. Os anos se passaram, Vanessa vivia em Londres e tinha a vida cercada por seu iminente sucesso como pianista, porém, algo aconteceu, mudando seu destino: Uma doença, uma viagem e um reencontro. Vanessa precisará encarar fantasmas que sequer lembrava um dia terem assombrado sua vida, tendo de relembrar a morte do irmão e reviver seu conflito com a mãe. E mais importante e mortal, conhecer a grande antagonista de sua vida, a quem chama de Vilã Cinzenta...

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

ESTOU DE VOLTA!!!!!

"Eu voltei agora pra ficar por que aqui, aqui é o meu lugar....", ops, desculpa aí, pensei que estava no X-Factor!!! hehehehehe

Olá galerinhaaaaaaa!
Tudo bem? Saudades de vocês! Sentiram de mim?

Eu VOLTEI!!!!
Depois de quase um mês sem postar nada, estou de volta! "O que teremos nessa volta?", vocês me perguntam. Além das sessões que vocês conhecem: NOVOS TALENTOS, INDICANDO..., as resenhas que vocês adoram e as mensagens fofinhas, temos novidades!!!!
Ah primeira vocês podem ver em volta, temos nova imagem no blog. Como o Laços de Casamento faz um ano no final desse mês, o layout da página foi desenvolvido à partir das cores do meu querido livro. O que acharam? :)
Outra coisa, teremos uma nova SESSÃO. Um tempo atrás pedi no FACEBOOK para os queridos me indicarem livros e com isso, farei a SESSÃO QUERO TER..., que é inspirava num vídeo do Canal Mundo das Leituras do Bruno Luiz e no SKOOB, onde indicarei livros - principalmente nacionais, VIU AUTORES QUE MARQUEI NO FACE? rs - para que as pessoas possam conhecê-los. Também teremos na semana de aniversário do Laços e de 15 anos uma TAG que inventei (onde ainda não tem nome kkkkkkkk), onde pedi que vocês me mandassem perguntas para mim no Facebook. Então vocês tem até FINAL DE SETEMBRO para mandarem suas perguntas, hein? ^^
Bom, é isso!
Legal estar de volta com vocês gente!!! S2