segunda-feira, 4 de novembro de 2013

POR QUE SER ESCRITOR HOJE EM DIA?

Hoje em dia, o aparecimento da internet e a falta de incentivo de leitura nas escolas brasileiras é um dos motivos para que muitos indivíduos, que gostam de escrever, desistam de serem escritores. Partindo para outras carreiras que, na maioria dos casos, iram frustrá-los.
Não vamos negar que o surgimento da internet no Brasil, mudou a rotina de muitas crianças e jovens do nosso país. A maioria deles que antigamente ia para as bibliotecas públicas para fazerem trabalhos escolares ou simplesmente ler, hoje em dia utilizam-na. Admito que essa ferramenta eletrônica seja um recurso positivo, por causa da rapidez em achar uma informação que demoraria uma hora para você procurar em uma biblioteca. Mas, infelizmente, como tudo, a internet também tem coisas ruins. Uma dessas coisas é que ela fez os adolescentes ou jovens começarem a ficar preguiçosos em ler e os livros impressos das editoras brasileiros ou os empoeirados da biblioteca ficaram em segundo plano na vida deles. Por que comprar ou ler um livro, se você pode entrar no Google, baixá-lo ou procurar um resumo sobre ele.
A culpa de termos adolescentes e jovens preguiçosos de leitura não fica somente na mão da internet. A escola tem uma grande parcela de culpa em não sermos um país que não tenha mais escritores como Paulo Coelho, Lygia Fagundes Telles, Jorge Amado... etc. Por que, infelizmente, há alguns anos atrás, nossa educação é precária. Além dos professores ganharem mal, o conteúdo anual é fraco, o sistema de avaliação é frouxo e metodologia é antiga. Por causa de tudo isso, a escola clássica, ao invés de usar a internet como ferramenta de aprendizado para a leitura, abomina-a. Com isso, os alunos são obrigados a ler livros só “por que vão cair no vestibular”. Por ser sua maioria, obras clássicas da Literatura, com linguagem antiga e narrativa difícil, esses jovens indivíduos ficam sem vontade de lê-lo e começa a desaparecer neles o gosto de uma boa leitura. E, com isso, desde já, o futuro escritor brasileiro começa a perder jovens leitores de sua possível obra.
Para piorar tudo isso, as principais editoras brasileiras não estão localizadas em todos os cantos da nossa terra tupiniquim. Elas estão nas grandes metrópoles: como São Paulo e Rio de Janeiro. Com isso, os escritores de cidades pequenas têm grande dificuldade de mostrar o seu talento e vêem a oportunidade de ser conhecido ir embora. Esta oportunidade diminui mais ainda, por que, além do preço absurdo da publicação, as editoras escolhem a história que mais lhe darão lucro. Assim, elas se esquecem da verdadeira intenção de um livro: que é entreter o leitor.
Apesar de todas essas dificuldades, peço ao colega escritor que lê esta coluna, não desista! Mesmo que demore muito tempo para alguém achar o seu talento! Mesmo que sua família diga que ser escritor não dá dinheiro! Mesmo que o mundo diga que você não tem talento! Sabe por que digo isso a você? Por que ser escritor é ter o dom que poucas pessoas têm: que é criar vidas. Não querendo ser herege, mas esse é o poder que só o nosso Senhor DEUS tem. Por isso, eu insisto! Tente e seja feliz naquilo que você mais sabe fazer, que é recriar vidas da ponta da caneta para o papel!